Empreendedorismo feminino avança no empoderamento das mulheres

Publicado por: Redação
13/09/2022 12:10 PM
Exibições: 57
Agencia Brasil
Agencia Brasil

Programas de auxílio a empreendedoras, como o Caixa pra Elas, contribuem para a meta da ONU de alcançar a igualdade de gênero até 2030

 

A Caixa Econômica Federal está completando um mês do programa Caixa pra Elas, lançado para incentivar e dar oportunidades às mulheres brasileiras. O programa oferece orientação sobre prevenção à violência doméstica, promoção do empreendedorismo feminino e produtos e serviços da Caixa. A presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques, explica que o programa favorece o crescimento econômico e social.

 

“E a gente quer, sim, estar de mão dada, provendo assistência social, perspectiva para que as pessoas possam empreender e ascender econômica e socialmente. E a gente tem que fazer o quê? Fortalecer as capacidades, desenvolver os talentos, apoiar as mulheres sim, para que elas edifiquem a família, construa dignidade, construam uma independência financeira. E é unindo que a gente faz isso. É dando ferramentas. É dando tecnologia. É dando capacitação. É dando crédito. A CAIXA vai acelerar essa locomotiva empreendedora formada por milhares e milhares de brasileiros. Essa locomotiva gera redução de desigualdade. CAIXA Pra Elas já chegou!”

 

Empreendedorismo e empoderamento
O empreendedorismo feminino local é um passo para fazer o mundo avançar em escala global.  Alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento de meninas e mulheres é o quinto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS 5) da agenda 2030 da ONU. O documento reúne um plano de ação para o desenvolvimento social, ambiental e econômico em todo o mundo. A agenda é composta por 169 metas globais interligadas e por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O intuito é eliminar a pobreza e a fome extrema em todo o mundo, oferecer educação qualificada, preservar o meio ambiente e promover sociedades inclusivas até 2030.

 

Para a Delegação da União Europeia no Brasil, a crise atual merece atenção, e promover os ODS é um caminho para responder às consequências da pandemia de Covid-19. O Brasil é um dos países comprometidos com essa agenda, e o empreendedorismo é uma ferramenta importante no combate à desigualdade de gênero. 

 

Empreendedorismo feminino avança no empoderamento das mulheres brasileiras


Programas de auxílio a empreendedoras, como o Caixa pra Elas, contribuem para a meta da ONU de alcançar a igualdade de gênero até 2030

 

Segundo informações do Sebrae, o número de mulheres à frente de um negócio no Brasil foi de 10,1 milhões no último trimestre de 2021, resultado equivalente aos últimos três meses de 2019, antes da pandemia. Para a professora e especialista em Empreendedorismo, Erika Lisboa, ainda existe uma distância longa entre mulheres e homens empreendedores. Ela destaca que a motivação e as dificuldades são diferentes para cada grupo.

 

“Muitas mulheres empreendem por necessidade, enquanto o homem empreende por oportunidade. Mulheres têm um tempo menor para empreender, com menor escolaridade. Existe uma série de obstáculos que são mais presentes no mundo feminino do que no masculino. Essa situação está mudando, é um cenário de melhora, mas ainda não é o ideal”, comenta a professora.

 

O que é mais importante na hora de empreender
Para aumentar as chances de começar e manter um negócio no mercado, segundo a especialista, um passo indispensável é o planejamento constante. “Analisar o mercado, qual nicho, que produto vai ser trabalhado, analisar concorrente, cliente, pensar as etapas desse produto, como ele vai ser produzido, divulgado, como eu consigo atender mais de uma pessoa, qual o tempo e recurso para esse negócio. É essencial um planejamento considerando essas questões futuras”.

 

Suzana Kemely tornou-se microempreendedora por meio do Caixa para Elas, quando precisou buscar recursos para continuar o curso de fisioterapia. Ao perceber a falta de oferta de picolés gourmets no bairro onde mora, decidiu empreender nesse segmento, com o apoio da Caixa. 

 

“Eu acho que o CAIXA Pra Elas é um incentivo muito importante, uma vez que, ser mulher no Brasil é difícil, e ser mulher empreendedora é mais difícil ainda. Então, ter um banco que ajuda a gente, incentiva, sobretudo, é muito importante. Faz muita diferença.”, comemora Suzana. 

 

Para mais informações sobre o Caixa para Elas, acesse o site da Caixa Econômica Federal. 
Fonte: Brasil 61 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários