Mais de 50.000 golfinhos morreram no Mar Negro

Publicado por: Redação
09/10/2022 12:10 PM
Exibições: 88
Cortesia Editorial Pixabay
Cortesia Editorial Pixabay
Desde o início da invasão russa contra a Ucrânia, mais de 50.000 cetáceos (Golfinhos) já morreram no Mar Negro devido às ações do sonar de navios inimigos.
 

Ivan Rusev, um conhecido ecologista, doutor em ciências biológicas, relata isso no  Facebook  .

"Na costa de Odesa, dentro do Parque Nacional Tuzli, encontramos novamente os restos de dois golfinhos mortos em um banco de areia", observou Rusev.

 

Um biólogo relaciona a morte de golfinhos-nariz-de-garrafa com as ações de navios de guerra russos na parte noroeste do Mar Negro.

 

"Os animais morrem como resultado do uso de dispositivos de sonar (sonars), que afetam negativamente a saúde e a vida dos animais: os golfinhos caem na zona de radiação dos dispositivos de navegação dos navios, o que desativa seus órgãos de navegação e ecolocalização, e eles recebem uma poderosa lesão acústica", esclareceu Rusev

 

Segundo o ecologista de Odesa, um carregamento tão louco do ambiente do Mar Negro por dispositivos de sonar leva à cegueira e à subsequente morte de golfinhos, cujos restos mortais acabam na costa do parque nacional acessível para monitoramento.

 

De acordo com os cálculos de Rusev, em 1º de outubro, o número total de mortes de cetáceos das três espécies no Mar Negro devido a operações militares atingiu muito mais de 5.000 indivíduos no período de 24 de fevereiro de 2022.

 

"As ondas carregam apenas cerca de cinco por cento de todos os animais mortos para a costa, o resto simplesmente cai no fundo do mar, e não podemos registrá-los... Portanto, acreditamos que durante a guerra dos bárbaros russos contra a Ucrânia, provavelmente a 50 mil cetáceos já morreram, o que é extremamente terrível para o ecossistema marinho", concluiu Rusev.

 

Editado por Mike N.

Com informações da Agência PRM (UA)

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados

Comentários